Maré Nostrum, ano 2013, 46x65cm, técnica: Acrilica sobre Tela

Plínio Palhano

Pintura

Av. Ministro Marcos Freire, 5207, Rio Doce, Olinda/PE
CEP 53040-010

(81) 9138.8606 / 9904.5689

Site

Plínio Palhano da Costa Soares nasceu em 1954, no Recife (PE), iniciando-se nas artes na década de 1970. Frequentou, na mesma época, o Curso Livre de Artes, na Universidade Federal de Pernambuco, com artistas de sua geração como Antônio Carlos Montenegro, Flávio Gadelha e Gil Vicente. Em Olinda, juntamente com outros colegas da mesma geração – Alex Montalbert, Bete Gouveia, Eudes Mota, Fernando Guerra, Frederico Fonseca e Ricardo Aprígio, montou o ateliê coletivo denominado Espaço 190. O mesmo grupo participou da consolidação da Associação dos Artistas Plásticos Profissionais de Pernambuco. Com o artista plástico José Claudio realizou uma safra de pinturas voltadas para a temática do nu, valendo-se de modelos vivos. Participou de inúmeros salões de arte, locais e nacionais, recebendo premiações em vários deles. Vem realizando, igualmente, diversas exposições coletivas e individuais. Reuniu uma considerável fortuna crítica, sendo considerado um figurativista que ‘atrai’ e ‘abstrai’ a figura, envolvendo-a em formas incendiadas. Palhano tem sido, ao lado da atividade artística, um assíduo colaborador da imprensa pernambucana, na qual vem publicando artigos sobre arte e crítica cultural.